quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Republicando: A menina, Deus e o cheiro...

Há alguns dias que a vida vem me reservando alguns presentes. Um em especial me fez escrever estas poucas linhas. A dinamicidade do baú da história me proporcionou reencontrar um casal amigo, que há tempos não via. Eles cresceram desde a juventude. Frutificaram: duas garotas lindas. A mais velha se chama "pura" e a mais nova "presente de Deus". No "dia do Senhor", pude me encontrar com mais calma com eles.

A menina (mesmo que o tempo tenha passado, para mim será sempre "menina", afinal, este é o significado de seu nome), casada com o amigo que foi companheiro de muitos passos, contou-me uma experiência que teve há alguns dias: experimentou reconhecer as pessoas queridas nos cheiros. Não o cheiro das pessoas, mas as pessoas nos cheiros. Uma pena que o tempo era curto e não pudemos conversar mais. Engraçado, lembrei-me na hora de um romance lido há muito tempo: O Cheiro de Deus, Roberto Drummond. Neste livro, a matriarca, cega, passou a vida buscando sentir o cheiro de Deus que, ao final, brotava do amor dos encontros daqueles que se querem bem.

No outro dia, bem cedo, viajei. Curti um dia de descanso. Na viagem de volta, resolvi abrir a janela do carro para deixar os cheiros entrarem. De repente, minha viagem deixou de ser solitária, pois, com o carro invadido por diversos cheiros, senti a presença afetiva de tantos que amo. Apurando o olfato, deixei que, a cada cheiro, viesse a lembrança de alguém. Foi uma experiência realmente única. A menina não estava enganada.

Depois de algumas horas, visitando na memória a cada pessoa, acho que senti o cheiro de Deus. Não se trata de um cheiro único e específico, mas ele se fazia presente em cada um que excitava meu nariz. Conclui que o cheiro de Deus é o da graça que habita o mundo. Faça esta experiência: sinta, perceba, alargue seus horizontes...


--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

P.S.: Este texto foi publicado pela primeira vez no dia 29/12/2009 neste blog. Gosto muito dele e por isso decidi republicá-lo. Acho que vou fazer isso de vez em quando. Já tenho nos arquivos algumas coisas que gostaria de partilhar novamente com vocês.

Um comentário:

  1. Meu amigo,
    Estou maravilhada com este texto. Esta semana minha começou diferente. Desde o domingo, estou sendo tocada de maneiras diferentes. Tudo me leva a DEUS. E hoje abro meu msm e me deparo com este texto. Sinto que Deus quer me mostrar alguma coisa. Já são quatro dias que tenho mensagens neste sentido... Um grande abraço cheio de saudades. Lucilene

    ResponderExcluir