quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Dos olhares à cura do coração.

No fundo de nosso olhar, existe um espelho. Retina de nossas almas. Lugar do reflexo daquilo que de mais profundo em nós existe, reflete nossas alegrias e tristezas, nossas luzes e sombras. Tudo aquilo que recebemos, seja bom ou ruim, prazeroso ou doloroso, acaba ressoando neste espaço. Assim, percebemos que todo processo profundo de cura de nossas profundezas começa aí.

É certo que há algo de real e concreto em cada sofrimento. Algo feriu, cortou, machucou. Porém, cada um ressente de uma forma diferente. Desta forma, o sentido que é dado a este fato nos vem da ressonância deste espelho. Aí se encontra o primeiro passo do cuidado necessário.

Por que dói tanto? Esta é a pergunta fundamental. Sua resposta somente será possível encontrar se remexermos nos porões e sótãos da casa que somos. Processo nada fácil, pois normalmente aí ficam, cercados de poeira e bactérias, aquilo que dispensamos, seja por não querer mais utilizar, seja por não querermos mais ver e sentir. Aqui, na maioria das vezes, vive-se o engodo: "Longe dos olhos, longe do coração". Um cantor popular certa vez cantou: "Sentimento ilhado, morto, amordaçado, volta a incomodar"...

Deparar-se com o sentido da dor: movimento essencial. Cuidar de ressignificar é o primeiro processo. O olhar curativo de Jesus nos ensina isto. Em diversos relatos bíblicos, Jesus primeiramente viu a pessoa e seus sofrimentos. Buscou compreendê-la, antes de tudo, e refazer os caminhos a partir da graça da fé. A cura física se esvaziaria se não fosse antecedida por isto. Trata-se, portanto, de um processo humano que toca as barras da graça divina.

Não lhe digo, caro amigo, que será fácil. Mas posso lhe garantir, será libertador. Que o Cristo, médico dos médicos, nos acompanhe com a sua graça por estes caminhos de vida...


--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Um comentário:

  1. Amém, assim seja, Amém...
    Mesmo nada sendo fácil, a certeza que podemos nos libertar refazendo as caminhadas, as vezes, bem dolorosas da vida e que Ele está lá sempre pra nos sustentar....já vale muito tentar!!!

    ResponderExcluir