quinta-feira, 28 de julho de 2011

4º dia - Vivendo na fortaleza da presença de Deus...

1.Tu que estás sob a proteção do Altíssimo e moras à sombra do Onipotente,
2.dize ao SENHOR: "Meu refúgio, minha fortaleza, meu Deus, em quem confio".
3.Ele te livrará do laço do caçador, da peste funesta;
4.ele te cobrirá com suas penas, sob suas asas encontrarás refúgio. Sua fidelidade te servirá de escudo e couraça.
5.Não temerás os terrores da noite nem a flecha que voa de dia,
6.nem a peste que vagueia nas trevas, nem a epidemia que devasta ao meio dia.
7.Cairão mil ao teu lado e dez mil à tua direita; mas nada te poderá atingir.
8.Basta que olhes com teus olhos, verás o castigo dos ímpios.
9.Pois teu refúgio é o SENHOR; fizeste do Altíssimo tua morada.
10.Não poderá te fazer mal a desgraça, nenhuma praga cairá sobre tua tenda.
11.Pois ele dará ordem a seus anjos para te guardarem em todos os teus passos.
12.Em suas mãos te levarão para que teu pé não tropece em nenhuma pedra.
13.Caminharás sobre a cobra e a víbora, pisarás sobre leões e dragões.
14."Eu o salvarei, porque a mim se confiou; eu o exaltarei, pois conhece meu nome.
15.Ele me invocará, e lhe darei resposta; perto dele estarei na desgraça, vou salvá-lo e torná-lo glorioso.
16.Vou saciá-lo com longos dias e lhe mostrarei minha salvação".

Reflexão: Confiar em Deus, mais do que pedir que afaste o mal, é saber que ele está sempre ao nosso lado, inclusive nos fortificando para vencer a maldade presente no mundo. Muitos pensam, frequentemente, que Deus está nas alturas, longe, apenas habitando aos céus inacessíveis. Mas a beleza de nossa fé está em compreender que, sim, Deus habitas as aturas celestes, pois sua realidade ultrapassa-nos, mas que, também, ele está junto de nós, como companheiro na estrada. A fé de Israel, da qual somos filhos, entendeu muito bem isto. Quando o povo caminhava no deserto, Deus estava junto com eles, habitando na tenda. A presença do Senhor seguia o povo em sua caminhada, vendo, ouvindo e sentido tudo aquilo que acontecia com o povo.
Portanto, para vivermos mais intensamente a liberdade da fé, é preciso quebrar a imagem de um Deus "vigia", que olha dos altos céus. Faz-se também necessário compreender que Deus não é um "mercador", que espera as moedas de orações para vender bens espirituais. Deus se lançou no caminho da vida com a gente. Ele é companheiro nosso, corrigindo-nos e nos ensinando, quando as rotas de desviam daquilo que é nossa meta. Nossas orações, promessas, são atos de amor a Deus que por primeiro nos amou e nos concede sua graça cotidianamente.

Oração: Deus e Senhor nosso, faze-nos olhar nossa vida e percebê-lo. Sabemos que estais bem perto de nós. Por isso, fortalece a compreensão profunda do coração para vivermos isso. Nas alegrias e nas tristezas, nas guerras e na paz cotidiana, vós sois a presença sempre próxima da vida; o sentido de todo o caminho. Guardai-nos na vossa presença. Fazei crescer em nós a consciência do caminhos a ser trilhado na certeza e na confiança do caminho compartilhado. Dai-nos, nesta noite (dia) e sempre, a vossa benção! Amém!

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Um comentário:

  1. "Guardai-nos na vossa presença....na certeza e na confiança do caminho compartilhado"....Amém, assim seja Amém....Obrigada.

    ResponderExcluir