terça-feira, 12 de outubro de 2010

Outubro: Mês Missionário

O mês de outubro traz consigo uma série de eventos importantes para nossa fé. Aqui em Curvelo, preparamo-nos para a grande festa litúrgica de São Geraldo. Pelo Brasil inteiro, o povo católico abre seu coração para festejar a Mãe de Deus com o título de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. E, durante o mês inteiro, a Igreja Católica do Brasil nos propõe, como dinâmica pastoral-celebrativa, o tema das missões. É a este último tema que dedicaremos estas breves linhas.

A missionareidade é inerente ao ser cristão. Nós cristãos, atentos à voz de Jesus, entendemos nossa ação no mundo como missão. Ancorados sobre o mandato "Ide pelo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura" (Lc 16,15), percebemos que nossa existência se desdobra como contínuo anúncio da Boa-Nova de Cristo a todos e em todos os lugares. O documento final do CELAM em Aparecida, escolheu a expressão "discípulos-missionários" como carro-chefe de sua mensagem. Como discípulos, permanecemos atentos à voz e aos gestos do Mestre que nos conduz à verdadeira vida. Como missionários, anunciamos esta Vida Plena em nossa história, de maneira especial aonde a vida humana se vê ameaçada.

Anunciar o "Reinado de Deus" sobre todas as coisas, essência do ser missionário, não está restrito a um determinado tempo ou espaço. Toca todas as dimensões humanas, na medida em que é vida para todos. Todos os homens e mulheres, no seu tempo e na sua cultura próprios, são destinatários desta Boa-Nova.

Na dinâmica dos carismas, dons do Espírito do Ressuscitado, o exercício da missão se dará de maneira diferente, na medida de cada indivíduo. Alguns serão chamados a deixar casa, família, segurança, e partirão para onde o Evangelho os levar. Outros, a partir de sua realidade, são chamados a pregar com a vida, a Palavra de Deus, que é Jesus. Não existe forma mais ou menos completa de ser missionário. Existe a resposta humana ao chamado do Mestre para ser, nEle, "canal da graça redentora" para a humanidade.

Durante este mês, peçamos a graça de ter ouvidos acurados em perceber para onde o sopro do Espírito leva para o exercício do envio que nos faz o Divino Mestre.

 

Pe. Maikel Pablo Dalbem, C.Ss.R.


Texto escrito para os amigos do blog: http://bandaprofetas.com.br/blog/

Nenhum comentário:

Postar um comentário